Antes da crise causada pela pandemia dominar o mundo, reparar e consertar equipamentos de TI era mais uma opção remota do que uma atitude de fato. Mas, com o fechamento da maioria das fábricas e lojas de vendas de equipamentos de TI e Informática ter acesso a novos equipamentos passou a se tornar difícil, caro e demorado.

Para quase todos nós pode parecer óbvio chegar pela manhã e ligar seu equipamento de informática e começar a produzir ou se entreter, mas não nos enganemos. Como qualquer equipamento como sua bicicleta, carro, pia da cozinha etc. os equipamentos de TI e Informática precisam de manutenção periódica. Notebooks, desktops, roteadores, impressoras, cabos, servidores etc. precisam de peças, componentes e serviços para funcionar corretamente e ter sua vida útil prolongada.

 

Mas quando todos nos dizem que precisamos limitar a exposição física um ao outro, tanto quanto possível, você pode se perguntar por que a loja de serviços de TI e Informática está aberta. Ou porque seu vizinho que trabalha em TI está indo para o trabalho enquanto você e o seu estão se protegendo no local.

 

O reparo, manutenção e serviços de TI mantém operacional a infraestrutura crítica essencial do país, e foi oficialmente classificado como serviço essencial pelo governo federal. O mesmo tem sido feito por outros países. Aqueles que testam e consertam equipamentos de TI para empresas, pessoas físicas, clínicas, comunicação, hospitais e meia dúzia de outras categorias precisam trabalhar, e seu trabalho vale o risco de exposição. Estamos felizes em ver isso. E sabemos que corremos riscos pessoais, contudo não podemos nos isentar de colaborar com a sociedade neste momento.

 

Embora seja animador ver os governos considerarem o reparo essencial, poderíamos estar muito mais preparados para lidar com as necessidades de reparo e manutenção de equipamentos e serviços de TI caso houvesse maior apoio do governo e leis mais favoráveis a serviços de reparo e manutenção.

 

 

 

Os grandes fabricantes de equipamentos limitam nossa capacidade de dar manutenção e consertar coisas, pois focam suas estratégias em uma economia de produzir-vender, obsolescência programada e restrições ao acesso de peças e informações técnicas sobre os produtos. Por exemplo, centenas de equipamentos de informática, novos modelos de notebooks e desktops são colocados no mercada sem a adequada documentação de manutenção, disponibilidade de peças, esquemas técnicos etc. Vale apenas observar que hoje os grandes fabricantes de hardware para TI e Informática centralizaram suas assistências autorizadas em apenas uma ou duas cidades do país, dificultando assim mais ainda o processo de reparo.

 

Depois de anos desestimulando o processo de reparo, os grandes fabricantes estão se vendo sem alternativas visto as lojas de vendas estarem fechadas e as fábricas sem peças para a fabricação. O próximo grande desafio das empresas de manutenção de equipamentos de TI e Informática é manter os serviços funcionamento, e isso significa dar direito à reparo e manutenção do seu equipamento com profissionalismo, qualidade a um preço justo. Vale lembrar que o reparo de um equipamento, em média, custa entre 25% a 40% de um novo. Na maioria das vezes, uma simples manutenção, renova a vida útil do equipamento, melhora a performance, evita custos decorrentes de substituição e ajuda a preservar o meio ambiente.

 

 Agora, como sociedade, somos convocados a consertar nossas coisas e equipamentos, seja pela situação da pandemia, pela crise, pela falta de novos produtos, pela preservação do meio ambiente ou pela enorme quantidade de dinheiro que se pode economizar ao dar manutenção e conserto em seus equipamentos de TI e Informática.

 

Esperamos que isso se torne uma nova cultura na nossa sociedade.

 

É por isso que nós da INFORMATIZA iniciamos uma ação de trabalho em regime especial para garantir que sempre que pessoas e empresas com problemas de hardware e software possam ter serviços especializados e suporte o tempo todo que precisar.

Receba mais informações a respeito

Open chat
Olá!
Como podemos ajudar?
Powered by